A Caesb também lamenta que o TRT tenha decidido abonar metade dos 89 dias parados


A Caesb lamenta a decisão tomada hoje (12/08) pelo Tribunal Regional do Trabalho (TRT), que determinou reajuste de 9,8% sobre os salários dos empregados da Companhia, retroativo a maio de 2016. A Empresa irá cumprir a decisão, mas vai recorrer ao Tribunal Superior do Trabalho (TST), pois esse reajuste compromete a sustentabilidade econômica e financeira da Caesb, que passará a gastar mais da metade de toda sua arrecadação exclusivamente com despesas de pessoal.
Se essa decisão for mantida pelo TST, a Caesb terá que solicitar a Adasa uma revisão tarifária extraordinária, de forma a repassar parte desse custo à população, tendo em vista que estará comprometida a capacidade da Empresa de investir em melhorias de suas instalações, parque industrial e também na qualidade e na quantidade dos serviços prestados aos moradores de todo o Distrito Federal.
A Caesb também lamenta que o TRT tenha decidido abonar metade dos 89 dias parados com a greve, que trouxe prejuízos financeiros para a Empresa e transtornos para a população. A outra metade dos dias parados terá que ser compensada para colocação dos serviços em dia e recuperação de máquinas e equipamentos comprometidos em seus funcionamentos pela paralisação.
 Mais informações:
E-mail: ascom@caesb.df.gov.br
Telefone: 3213-7117/Assessor de imprensa: José Carlos Barroso
COMPANHIA DE SANEAMENTO AMBIENTAL DO DISTRITO FEDERAL
ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
imagem-logo
© Guerreiros do Asfalto DF - 2012 - Todos os direitos reservados.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo