Rúgbi volta às Olimpíadas após mais de 90 anos

Atividade é oferecida no UniCEUB, para homens e mulheres. Treinador de time acredita que participação nos jogos fará aumentar número de adeptos 
O rúgbi retorna à lista de esportes das Olimpíadas na edição de 2016, no Rio de Janeiro. O esporte fez parte dos jogos nos anos de 1900, 1908, 1920 e 1924, mas há quase 92 anos não era mais considerado atividade olímpica. Não muito popular no Brasil, o rúgbi pode encontrar nas Olimpíadas a chance de conquistar mais adeptos no país, conforme acredita o treinador do time do Centro Universitário de Brasília – UniCEUB, Lucas Lopes: 
"Tornando a modalidade como olímpica aumenta-se a visibilidade do esporte, podendo atrair mais praticantes, além de possibilitar o apoio governamental", declarou o professor. 
As seleções brasileiras masculina e feminina de rúgbi estão confirmadas nos jogos, que começam em agosto. O chamado 'Rugby Seven', que é um formato com sete jogadores, será o disputado na competição. É diferente do formato tradicional, com 15 atletas, e possibilita um campeonato mais rápido, em duas semanas, tempo das Olímpiadas. De acordo com o professor Lucas, o esporte é ‘bem democrático’. 
"O bacana do rúgbi é que tem espaço para todos, seja um atleta magro ou um pouco acima do peso, alto ou baixo. Basta ter uma bola e uma chuteira", comentou. 
O UniCEUB possui um time do esporte, que treina todas as segundas, quartas e sextas-feiras, com homens e mulheres. Os treinos são no campo do Bloco 10 do campus Asa Norte. 
"Existe uma rotatividade muito grande na nossa equipe, mas sempre vêm novos alunos interessados em praticar o esporte", afirmou Lucas Lopes. 
O jogo: 
O esporte é realizado com bola e contato físico dos participantes. O objetivo dos atletas, divididos em duas equipes, cada uma com 15 pessoas, é conduzir a bola, principalmente com as mãos, até o outro lado do campo adversário, se desvencilhando dos oponentes. O rúgbi é semelhante ao futebol americano, mas há diferenças, entre elas, um jogador só pode passar a bola para outro atrás dele. Já no futebol americano, os lançamentos para frente podem ser feitos. As partidas são disputadas em dois tempos, em campos do mesmo tamanho dos de futebol tradicional. O rúgbi conta com um árbitro e dois bandeirinhas. Os 15 jogadores se dividem em duas posições principais: os forwards, que disputam a bola nas faltas e reinícios de jogo; e os backs, que carregam e tocam a bola para marcar pontos. 
História:
A atividade teria sido criada em 1823, na Inglaterra, quando um jogador teria, durante uma partida de futebol comum, desrespeitado as regras e levado a bola com as mãos avançando no campo dos oponentes, enquanto os adversários tentavam segurá-lo para impedi-lo de chegar ao outro lado.

 informações imprensa: Patrícia Fahlbusch 3966-1436 / 3365-1261

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
imagem-logo
© Guerreiros do Asfalto DF - 2012 - Todos os direitos reservados.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo