Detran comemora 19 anos da faixa com ações educativas

Com a implantação da faixa de pedestre, o número de atropelamentos foi reduzido em 44%
 Em abril de 1997, Brasília dava os primeiros passos para uma conquista que a tornou referência nacional como a capital do respeito ao pedestre. São 19 anos da implantação da faixa de pedestre no Distrito Federal. Além de ser um ato de cidadania, a sinalização que dá preferência ao pedestre tornou o trânsito menos violento e mais humano.
A importância das mais de cinco mil faixas de pedestres implantadas no DF se caracteriza pelas estatísticas de trânsito. Mesmo com o crescimento populacional, continua caindo a quantidade de pedestres vítimas de atropelamento. Em 1997, ano da implantação da faixa, 202 pessoas morreram atropeladas nas vias do DF, enquanto em 2015 foram 113 pedestres. Uma redução de 44%.
Atividades educativas
Para comemorar mais um aniversário de sucesso da faixa de pedestre, o Detran-DF, por meio de sua Diretoria de Educação de Trânsito, preparou uma série de atividades educativas de trânsito, que serão realizadas durante o mês de abril, em todas as regiões administrativas do DF, além das ações simultâneas realizadas no dia 1º de abril no Plano Piloto, em Taguatinga, Ceilândia e Água Claras.
Durante as ações, os bonecos “amigos do trânsito” estarão interagindo com as crianças, ensinando-as como atravessar na faixa. Os adultos serão instruídos com folhetos contendo informações sobre trânsito seguro. Nosso objetivo é estimular o respeito ao pedestre na faixa, disse a diretora de Educação de Trânsito, Glaucia Simões.
Para o diretor-geral do Detran, Jayme Amorim, a faixa de pedestre é uma grande conquista, não somente para os órgãos de trânsito, mas, principalmente, para a sociedade como um todo. "Brasília é a cidade pioneira no respeito à faixa e tem servido de exemplo para todo o Brasil há quase duas décadas".
A importância da faixa de pedestre também é compactuada pela funcionária pública Marileide Barbosa, que veio do Recife e mora em Brasília há 7 anos. “Fico feliz quando vejo esse gesto de cidadania. Nunca vi isso em outro local”. A mesma opinião vem da dona de casa Francisca das Chagas Marques, 60 anos, moradora de Sobradinho II. “A faixa é muito importante porque é a segurança que temos para atravessar a via”.
Mortes na faixa
Em 2015, das 113 mortes por atropelamento, quatro ocorreram na faixa de pedestre. Uma redução de 43% em relação a 2014, quando foram registradas sete mortes. Em 2016, até o momento não existe registro de mortes em faixa de pedestre.
De 1997 para cá, foi registrado um total de 105 mortes na faixa, sendo 94 pedestres, três passageiros de veículos, um condutor de automóvel, quatro ciclistas, e três motociclistas.
Os idosos são as maiores vítimas de atropelamentos. Dos 105 mortos na faixa de pedestre nos últimos 19 anos, 46 tinham mais de 60 anos, cerca de 49%.
Assessoria de Comunicação
Departamento de Trânsito do Distrito Federal

3343-5224/5225; 9964-0905


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
imagem-logo
© Guerreiros do Asfalto DF - 2012 - Todos os direitos reservados.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo