Educação e fiscalização salvam vidas no DF em 2015

Foram 1.318 operações de trânsito, 13.902 autuações por alcoolemia e 24.057 veículos apreendidos.
 Em 2015, o Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF) registrou o menor número de mortes em acidentes de trânsito dos últimos 20 anos. Um total de 335 vítimas fatais. Isso representa uma redução de 17,5% em relação a 2014, quando ocorreram 406 mortes. O segundo menor número de mortos nesses 20 anos ocorreu em 2013, quando foram registradas 384 mortes.
O diretor-geral do Detran-DF, Jayme Amorim, atribui esse resultado ao investimento do órgão em ações educativas e de fiscalização do trânsito.  Somente em 2015 o Detran veiculou na mídia oito campanhas educativas dirigidas a pedestres, ciclistas, motociclistas e motoristas. Ainda realizou 470 ações voltadas para a educação no trânsito.
Com o objetivo específico de reduzir a violência nas vias do Distrito Federal, a Diretoria de Policiamento e Fiscalização de Trânsito também intensificou as blitzes em todas as regiões da cidade, em parceria com a PMDF e o DER.
Durante todo o ano, equipes da fiscalização do Detran-DF realizaram 1.318 operações de trânsito, autuaram 13.902 condutores que dirigiam após ingerir bebida alcoólica e encaminharam à delegacia outros 2.049 por dirigirem embriagados. As operações resultaram na apreensão de 24.057 veículos.
Controladores de velocidade e paz no trânsito
Conforme dados armazenados pela Gerência de Estatística do Detran desde 1995, a redução de mortes no trânsito do DF vem ocorrendo progressivamente com pequenas variações. Mas se compararmos os números atuais com os de 20 anos atrás, é possível visualizar a extensão do trabalho do Detran para salvar vidas
Em 1995, por exemplo, quando iniciou a fiscalização para o uso obrigatório do cinto segurança, ocorreram 652 mortes para uma frota de 436 mil veículos. A proporção foi de uma morte para 669 veículos. Já em 2015, com 335 mortes e uma frota de 1.621.968 veículos, a proporção foi de uma morte para 4.841 veículos.
Em 1996, a quantidade de mortos foi 6,4% menor que em 1995. Com o lançamento da campanha Paz no Trânsito e a implantação de controladores eletrônicos de velocidade, o número de vítimas fatais despencou de 610 para 465, chegando em 1997 com a maior queda registrada nesses 20 anos, em torno de 24%.
Assessoria de Comunicação
Departamento de Trânsito do Distrito Federal

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
imagem-logo
© Guerreiros do Asfalto DF - 2012 - Todos os direitos reservados.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo