Raio-x dos acidentes de trânsito no DF será apresentado quarta-feira

Estudo inédito aponta que alterações nas vias e rodovias podem reduzir significativamente os casos de atropelamento


Na quarta-feira (08), será apresentado o estudo final da pesquisa intitulada Análise da Criminologia Ambiental dos Sinistros de Trânsito com Vítima Fatal no Distrito Federal. O evento será no auditório da Direção Geral da Polícia Civil do Distrito Federal que, juntamente com o Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT), apoiou a iniciativa da Fundação de Peritos em Criminalística Ilaraine Acácio Arce (FPCIAA).
A pesquisa, que é um raio-x dos sinistros de trânsito no Distrito Federal, foi coordenada pelo presidente da Associação Brasileira de Criminalística (ABC), Bruno Telles, e pelo tesoureiro da entidade, Juliano Gomes, que também preside a FPCIAA. Inédito, o estudo mostra como o ambiente pode favorecer as ocorrências de colisões e atropelamentos fatais e aponta soluções viáveis para dar mais segurança para motoristas e pedestres.

O MPDFT e a Fundação de Peritos assinaram um termo de cooperação em 2013 a fim de viabilizar a realização da pesquisa. “O estudo chamou nossa atenção pois o Estado detém a informação de forma esparsa e a proposta desse estudo foi reunir dados que possibilitam uma atuação mais assertiva e amparada por uma análise técnica”, comenta o promotor de Justiça Rodrigo de Magalhães Rosa.

De acordo com a promotora de Justiça Laura Rito, a pesquisa é uma ferramenta que possibilita ao Ministério Público compreender os fatores associados à mortalidade no trânsito do DF e recomendar aos órgãos públicos responsáveis as mudanças necessárias para solucionar os problemas. “O estudo é muito interessante, aponta ao mesmo tempo causas e soluções. Assim, temos mais clareza do que pode ser feito para reduzir os acidentes de trânsito no DF.”

A partir dos dados do Detran, a pesquisa reuniu 391 ocorrências com vítimas fatais. “É um estudo de criminologia ambiental, que mostra como o ambiente pode influenciar na ocorrência de crimes. Identificamos, também, o perfil dos envolvidos - tanto condutor em caso de acidentes, quanto as vítimas de atropelamento. A intenção é, também, propor soluções para tornar o ambiente mais seguro”, explica Bruno Telles.

Manobras irregulares, imprudência ao dirigir, desatenção ao volante e o consumo de drogas lícitas ou ilícitas, tanto por parte do condutor quanto do pedestre, fazem parte da lista de motivos que levam a sinistros fatais nas vias do DF. “Verificamos a existência de diversos ambientes que aumentam as chances de colisões”, conta o presidente da ABC.
Atropelamentos - Os casos de atropelamento nas rodovias chamaram a atenção dos pesquisadores. “Fizemos um mapeamento, e percebemos que ocorre um padrão na localização desses eventos”, explica Juliano Gomes que, ainda, alerta sobre a falta de passarelas e o consequente aumento dos riscos que o pedestre corre ao tentar atravessá-las.
Foram abordados o perfil dos condutores, dos pedestres, dos horários, dos ambientes, entre outros, o que permitiu apontar soluções que podem reduzir esses eventos no DF. Ao todo, 11 ambientes foram analisados e receberam sugestões de correção. Também foi possível relacionar os eventos com o consumo de drogas lícitas e ilícitas.
A apresentação do estudo é aberta ao público e será no auditório da Direção Geral dentro do Complexo da Polícia Civil, no dia 08, das 9h às 10h30. São aguardadas autoridades do Detran, dos batalhões de trânsito e do Instituto de Criminalística, além de famílias de vítimas.


Serviço
O que: Apresentação do Raio X dos Sinistros de Trânsito no DF
Quando: 08/10
Onde: Complexo da Polícia Civil do Distrito Federal (Auditório da Direção Geral)
Horário: às 9h
Inscrições: evento aberto ao público
Realização: FPCIAA e MPDFT


Sobre a ABC – Fundada em setembro de 1977, a Associação Brasileira de Criminalística (ABC) é a entidade nacional de classe dos Peritos Criminais Oficiais. Entre os principais objetivos estão: a busca pela a autonomia da Perícia Criminal, desenvolver ações pela melhoria das condições de trabalho, lutar por um patamar salarial dentro do Brasil. A ABC tem ainda como meta oferecer à sociedade um trabalho de excelência produzido pelos Peritos Criminais. Para isso, a entidade procura dar condições a seus associados de atualização, pesquisa e apoio técnico, assim como integração e intercâmbio com instituições acadêmicas e de pesquisa, dentro e fora do Brasil.

ASSESSORIA DE IMPRENSA
Associação Brasileira de Criminalística (ABC)
Proativa Comunicação
Contatos: Larissa Leite (61 9821-5423) 
 Kadydja Albuquerque (61 8277-8382) /
 Flávio Resende (61 9216-9188)
Tel.:
(61) 3242-9058
E-mail:
atendimento4@proativacomunicacao.com.br

Twitter: @ProativaC

ASSESSORIA DE IMPRENSA
Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT)

Contatos: Ana Gleice Queiroz (61) 9303-6173
Tel.:
(61) 3343-9601
E-mail: ana.gleice@mpdft.mp.br

www.mpdft.mp.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
imagem-logo
© Guerreiros do Asfalto DF - 2012 - Todos os direitos reservados.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo