Flagrante: vídeo mostra mulher sendo assediada por homem em ônibus do DF

Ele ficou atrás da mulher durante todo trajeto de 40 minutos

Do R7, com TV Record Brasília
O caso aconteceu na linha 818, que sai do Recanto das Emas com destino ao SIA e SAANReprodução/TV Record
Um vídeo feito por um passageiro de ônibus do Distrito Federal mostra um homem cometendo assédio contra uma mulher. Ele encosta o corpo no dela, mesmo com o espaço no ônibus, e fica ‘encoxando’ a passageira. 
O caso aconteceu na linha 818, que sai do Recanto das Emas com destino ao SIA e SAAN. Segundo o passageiro que fez o vídeo, o rapaz ficou atrás da mulher durante todo trajeto, que durou cerca de 40 minutos.
O passageiro afirma que não é a primeira vez que ver o homem praticando o ato contra mulheres.
Ele conta que conversou com a passageira depois do ocorrido e ela estava nervosa. E ainda segundo o rapaz que fez o vídeo, a moça tentou ligar para o marido e amigos, mas o homem não se sentiu intimidado. 
A moça tentou sair da situação, mas o acusado posicionou os braços de uma forma que a vítima não conseguiu sair. O passageiro que fez as imagens conta que o homem tem preferência pelas vítimas. 
— Pelo que observei ele vai nas mulheres mais bonitas. 
Segundo a Secretaria de Segurança Pública, entre janeiro e abril deste ano foram registrados 20 casos de assédio dentro dos ônibus, 33% a mais que no mesmo período do ano passado.
A Secretaria da Mulher atribui o aumento das denuncias à campanha de conscientização, que tem o slogan “Assédio Sexual no Ônibus é Crime”. 
— Esse número é um reflexo do lançamento da campanha. Ela precisa cada vez mais ser divulgada para as mulheres criarem coragem de denunciar. Essa conduta que não é tolerável, explica a assessora jurídica da Secretaria da Mulher, Juliana Clementino. 
A titular da Delegacia da Mulher, a delegada Cristina Melo Santiago, diz que muitas mulheres não denunciam porque se sentem sozinhas.
— Infelizmente, as pessoas que ficam do lado, os outros passageiros, motoristas, não querem se envolver com aquela situação. 
O agressor pode responde por crimes diferentes dependendo da situação, em alguns casos até como estupro. 
A delegada diz que essas mulheres que sofreram o assédio não podem deixar os casos impunes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
imagem-logo
© Guerreiros do Asfalto DF - 2012 - Todos os direitos reservados.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo