Especialista em transporte condena atual projeto do Túnel de Taguatinga

Desajeitado e insuficiente! Assim foi definido, pelo engenheiro Joaquim Aragão, do departamento de Engenharia da Universidade de Brasília, o atual projeto do túnel rodoviário de Taguatinga apresentado pelo GDF.
Especialista em Transporte e doutor em Ciências Políticas aplicadas ao desenvolvimento territorial e com anos de estudos em desenvolvimento e mobilidade urbana, Joaquim teve acesso ao projeto apresentado pela Secretaria de Obras e garante: “Da forma como está sendo planejado, o túnel rodoviário sob a Avenida Central decretará a falência do sistema viário de Taguatinga”, diz.

Para Aragão, que também é professor na UnB, o projeto tem falhas que engessarão o crescimento da cidade.

 Segundo ele, é um erro grosseiro achar que um buraco que passa sob a cidade venha resolver a mobilidade no centro de Taguatinga. “Pelo projeto apresentado, pontos fundamentais para a manutenção do desenvolvimento e mobilidade viária da cidade ficarão prejudicados. Esta metrópole não tem mais como crescer horizontalmente, o que traz uma tendência natural de crescimento vertical, tendo como conseqüência um aumento vertiginoso de veículos, causando assim transtornos, também, no trânsito dentro de Taguatinga,” explica.

As críticas do professor não param por aí. Detalhista, Joaquim Aragão cita como exemplo de falha de projeto o viaduto da Samdu, que logo estará saturado após a conclusão das obras do túnel sob a Avenida Central. “Este viaduto é uma ‘artéria’ importante que liga os eixos sul e norte da cidade. De um lado estão Samambaia e Taguatinga Sul, do outro, Ceilândia e Taguatinga Norte. O túnel estabelece mobilidade de leste a oeste, porém despreza o fluxo norte-sul, fundamental para o crescimento da cidade, pondera”.

O professor assegura que não se trata de uma crítica sem fundamentação. Também não se posiciona como o único conhecedor e provedor de uma solução.
Para ele, o projeto que foi apresentado pela Secretaria de Obras tem sim pontos positivos, mas vê com muita cautela a implantação no seu todo, pois segundo ele, existem pontos que devem ser revistos, sob pena de que a cidade pare no tempo e perca a oportunidade de continuar crescendo.
Fotos: Getúlio Romão


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
imagem-logo
© Guerreiros do Asfalto DF - 2012 - Todos os direitos reservados.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo