Brasil tem vantagem na Copa do Mundo como país sede em levantamento realizado pela PwC

No grupo D, Inglaterra enfrenta batalha no “Grupo da Morte”,

acompanhada de Uruguai e Itália



 A um dia do início da Copa do Mundo da Fifa, o interesse em saber o que pode garantir o sucesso de uma seleção no torneio fica ainda mais evidente. Enquanto o Brasil se prepara para a abertura do torneio, em São Paulo (quinta-feira, 12 de Junho), a PwC elaborou um estudo, com base na “econometria”, para avaliar a possibilidade de sucesso ou fracasso das maiores seleções de futebol do mundo com base numa serie de variáveis.

“Em análises anteriores das Olimpíadas, nós encontramos uma forte ligação entre o total de medalhas e o tamanho da economia de cada país. Porém, esta relação não se aplica à Copa do Mundo. Ao invés disso, o número de jogadores profissionais em cada país, o interesse nacional pelo futebol, a tradição neste esporte e o desempenho recente de cada equipe têm  influencia no resultado”, diz o economista da PwC UK Dan Broadfield, um dos responsáveis pelo levantamento.

Com base nesse diagnóstico, a consultoria analisou uma série de determinantes para evidenciar as  possibilidades de sucesso no torneio:

Força dos times
O resultado da análise de todas essas variáveis é o Índice PwC da Copa do Mundo (Figura 1) – uma avaliação qualitativa da capacidade  relativa de cada país. Isto indica claramente que o Brasil é um dos favoritos este ano, devido à tradição no futebol e à vantagem de ser o país sede do campeonato; porém, a Alemanha, a Argentina e a Espanha virão com força. Enquanto isso, a Inglaterra ocupa o oitavo lugar no índice. A explicação é que o time enfrentará uma batalha para vencer em seu grupo, devido aos fortes rivais  como Itália e Uruguai.

Figura 1: Estimativa da PwC sobre a capacidade de times líderes na Copa do Mundo 2014.

O fator sede
A história do Campeonato mostra que, muitas vezes, países sede avançam pelo menos duas rodadas a mais do que se não fossem sede (veja Figura 2). Também existe o efeito positivo causado pelo apoio da torcida e condições climáticas familiares, o que oferece uma vantagem a times sul-americanos. Uma estatística interessante: um país europeu nunca venceu uma Copa do Mundo sediada na América, enquanto países latino-americanos alcançaram o feito contrário uma única vez– o Brasil venceu a Copa na Suécia em 1958.

John Hawksworth, economista chefe da PwC UK, comenta: “O Grupo D tem a maior pontuação em nosso índice. Portanto, é o candidato mais forte a “Grupo da Morte”. Isto reflete a longa tradição do futebol no Uruguai, Inglaterra e Itália – três países ranqueados nas dez primeiras posições na tabela geral de todas a Copas do Mundo que, juntos, venceram sete das últimas 19 copas.

Países que superam e frustram expectativas
O estudo da PwC estabelece variáveis que explicam as diferenças das performances na Copa em diversos países. Elas são: número de jogadores de futebol registrados, participação em jogos de alta divisão, número de tentativas para sediar a Copa do Mundo e se o país é da Europa ou América do Sul.

O modelo (Figura 4) mostra o número de pontos estimados para cada país em comparação com os números reais de pontos, o que indica se um país frustrou (underachievers) ou superou as expectativas (overachievers).

Figura 4: Estimativa X Performance verdadeira nas Copas do Mundo

  O Brasil é o país que mais superou expectativas, acumulando 95 pontos a mais do que nossa estimativa. É o país que teve um sucesso consideravelmente maior do que outros países com um número similar de jogadores registrados e participações de clubes em grandes campeonatos.

A reputação da Inglaterra em meio a países que frustraram expectativas é justificada pelo fato de que eles acumularam 26 pontos a menos do que o estimado no modelo. Porém, o país que mais frustrou expectativas é os EUA, que deveriam ter acumulado 76 pontos a mais de acordo com o modelo, devido à abundância de jogadores registrados e ao fato de que eles sempre se candidatam para sediar o campeonato. No entanto, é importante considerar que esta estimativa não leva em conta o fato de que a proporção de jogadoras femininas registradas nos EUA é maior que a de outros países. Isso se reflete no fato de que o país se saiu bem melhor na Copa do Mundo Feminina.

Notas:

1.       Destaques de nossa análise

Nós usamos dados históricos de 56 países que jogaram em pelo menos seis Copas do Mundo. Nós medimos performance histórica na Copa utilizando o ranking geral da FIFA, que conta três pontos para vitórias, um ponto para empate e nenhum ponto para derrotas em todo jogo da Copa do Mundo.
Nós acreditamos que os seguintes fatores são importantes para explicar desempenhos em Copas do Mundo passadas:
·         O número total de jogadores de futebol registrados em um país
·         A presença média em jogos de futebol de alta divisão
·         Quantas vezes o país se candidatou para sediar a Copa do Mundo
·         Se o país é Europeu ou Sulamericano
·         Se o país é ou não sede da Copa
·         Forma recente, medida em nossa análise histórica de como o país se saiu nas duas últimas copas, e na nossa última avaliação baseada no ranking mundial da FIFA.


Estes fatores foram, então, combinados em um novo índice da Copa do Mundo da PwC como um indicador de tendências relativas para a Copa do Mundo 2014 (veja Figura 1).

A análise chegou à conclusão de que variáveis econômicas como PIB per capita e população são estatisticamente irrelevantes após a consideração de fatores específicos ligados à futebol. Mais detalhes podem ser encontrados no relatório completo.

2.       O relatório complete, The PwC World Cup Index: what can the dismal science tell us about the beautiful game?  Pode ser acessado em www.pwc.com

As firmas do network PwC assessoram empresas e indivíduos a criar o valor que eles buscam. Somos um network de firmas que atuam em 157 países com 184.000 profissionais que se dedicam a prestar serviços de alta qualidade em auditoria, consultoria tributária e societária  e de negócios. Saiba mais sobre nossos serviços acessando www.pwc.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
imagem-logo
© Guerreiros do Asfalto DF - 2012 - Todos os direitos reservados.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo