“Errorragia” reúne contos intimistas e celebra a memória

Novo livro do romancista e pesquisador Roberto Muniz Dias reúne 25 textos que passeiam pelos delírios, sonhos e pesadelos do autor

Em seu tão aguardo livro de contos, o romancista e pesquisador Roberto Muniz Dias abusa de seu estilo intimista e rebuscado, já comprovado em criações anteriores. “Errorragia” (Ed. Escândalo) faz um passeio pelas memórias, delírios, sonhos e pesadelos do autor.
 Os personagens de “Errorragia” vagueiam pelos labirintos da própria existência numa busca por repostas, explicações. É também um modo particular de descortinar vivências homoafetivas. A coletânea reúne 25 textos e cada um traz uma dedicatória especial.

 A seguir alguns trechos dos contos:
"- Nada é tão presente quanto a ausência - você repetia para que eu aprendesse com a dor. Por isso, deixei de caminhar pelo quintal; de colher flores... as sementes caíram no chão uma vez. Nasceu nosso primeiro Ipê amarelo. Mas isso faz tanto tempo. E agora depois de tanto tempo fico catando sementes aladas, daquelas que se pega no ar, parecem pequenas espaçonaves alienígenas." 

"E quando aprendi que para tudo isso, de alguma forma, teria de gostar; beijar pra mim já era uma descoberta reveladora e inspiradora de sonhos, mas gostar de quem beijava era uma impossibilidade quase palpável. Era como encaixar as peças de um Rembrandt dividido em mil pedaços transformados em quebra-cabeças. Eu odiaria um Rembrandt."

"Sentei-me a mesa, observando o fio entrançado do caminho de mesa; alisando como se pudesse obter a magia de uma confissão. Alisava, alisava e pedia que as coisas pudessem se tornar reais..."  

O autor:

Roberto Muniz Dias é romancista, contista, poeta, artista plástico e mestre em Literatura pela UNB (Universidade de Brasília). Os textos desse escritor piauiense, de Teresina, são intensos, dramáticos e cheios de vaivens atemporais. De uma tal profundidade de sentimentos que arrebatam o leitor já nas primeiras linhas.

Também formado em Direito, integra a Comissão de Tolerância e Diversidade Sexual da 93ª Subseção de Pinheiros da Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional São Paulo. Foi premiado pela Fundação Monsenhor Chaves com menção honrosa pela obra “Adeus Aleto”. Publicou ainda “Um Buquê Improvisado”, “O Príncipe - O Mocinho ou o Herói podem ser Gays” e participou de “Homossilábicas” (seleta de autores LGBT).


SERVIÇO:

Lançamento do livro ERRORRAGIA
LOCAL: Café Savana – CLN Quadra 116 Bl A, Loja 04, Asa Norte/Brasília
DIA: 10 de Abril
HORARIO: 19h 30min
CONTATOS:  Alan Resah / 061-82928194
                       alanresah.jornalista@gmail.com
                       www.facebook.com/alan.resah


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
imagem-logo
© Guerreiros do Asfalto DF - 2012 - Todos os direitos reservados.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo