Governador,Agnelo recebe jornalistas internacionais

GDF Acontece!!
Correspondentes estrangeiros se mostraram interessados em projetos de desenvolvimento e mobilidade, além do legado da Copa do Mundo para o DF

Em coletiva com o governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz, na manhã desta segunda-feira, os representantes dos principais veículos de informação de todo o mundo demonstraram interesse nos projetos de desenvolvimento do DF.
 "Trata-se da grande oportunidade de desenvolvimento para o DF. A Copa do Mundo representará nossa grande virada econômica e social", ressaltou o governador. Para ele, a visibilidade internacional – Brasília sediará sete partidas do mundial, incluindo a disputa do terceiro lugar, além da abertura da Copa das Confederações, em 15 de junho próximo – servirá para alavancar os grandes projetos para desenvolver o DF.

"Ontem, recebi uma comitiva de grandes empresas dos Estados Unidos, como a Boeing e Motorola. A exposição de Brasília atrai comitivas como essa, possibilitando um contato que não seria possível caso precisássemos visitar cada uma das sedes de cada uma dessas indústrias", afirmou Agnelo.

Legado – Outra questão levantada pelo grupo foi sobre o legado do evento esportivo para a capital do país. "O estádio, a Copa, não é um fim, mas um meio. Utilizamos a dimensão desses eventos, a facilidade de obtermos financiamento, a exposição internacional para acelerar uma série de melhorias para a vida da população do DF", acrescentou.
O legado dos jogos incluirá a repavimentação de todas as vias do Plano Piloto e das principais ruas das demais cidades do DF, a construção de três BRT's, ligando Gama e Santa Maria, Planaltina e Sobradinho, e Ceilândia ao centro da capital, além da ampliação do Aeroporto Internacional JK.

Em 2013 o GDF está investindo R$ 3,5 bilhões em todo DF. "Esse valor é maior do que qualquer outro governo investiu em quatro anos. Depois de esse número estar fechado, conseguimos, ainda, mais R$ 1 bilhão em recursos do governo federal", ressaltou Agnelo. O valor será usado em obras de pavimentação e saneamento básico.

A energia elétrica, outra preocupação internacional em relação aos grandes eventos esportivos no Brasil, acabou servindo como alavanca de desenvolvimento para a CEB. "Quando nós chegamos, a empresa estava à beira da privatização, hoje é lucrativa. Em apenas dois anos investimos cerca de um terço de todos os investimentos que a CEB já havia recebido em seus 50 anos de existência", afirmou.

Para a Copa, o GDF anunciou também a construção do Hospital de Traumas, uma completa unidade de saúde que será erguida junto ao Hospital de Base do Distrito Federal (HBDF). "É outro exemplo de estrutura que será erguida e que ficará para a comunidade", completou.
 fonte: secomGDF

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
imagem-logo
© Guerreiros do Asfalto DF - 2012 - Todos os direitos reservados.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo