Novas tecnologias tornam veículos mais seguros

>>>>Veículos


De acordo com o SINCODIV/DF, os motoristas ganham em conforto e 
                                          segurança com novos sistemas nos veículos 

Novos lançamentos automotivos vão chegando às ruas e seguem a tendência de trazer mais tecnologias. Quem ganha com isso é o consumidor, que soma conforto e eficiência na hora de dirigir. Alguns destes itens podem ser importantes para a sua segurança, a dos outros motoristas e também dos pedestres.

Presentes onde nem se imagina, os avanços tecnológicos têm procurado tornar os carros mais seguros, facilitando a vida do motorista a bordo. Na lataria, por exemplo, existem as chamadas “áreas de deformação programada”, que consistem em peças projetadas para se deformarem em caso de colisão. O intuito é absorver a energia do impacto, procurando proteger os ocupantes do veículo.

Entre as tecnologias mais importantes para a segurança de quem está no interior são: os freios ABS – Anti-lock Braking System ou sistema de freio antitravamento –, o cinto de segurança e também os airbags.

De acordo com Hélio Aveiro, Vice-presidente do Sindicato dos Concessionários e Distribuidores de Veículos Autorizados do Distrito Federal (SINCODIV/DF), os freios ABS são de grande importância em manobras de emergência e podem evitar acidentes. “O sistema evita o travamento das rodas, melhorando a eficiência na frenagem e, consequentemente, diminuindo a distância percorrida pelo veículo a cada parada”, explica Aveiro.
Os sistemas de estabilidade têm a função de dosar eletronicamente a velocidade das rodas, mantendo o veículo sob controle do condutor.  Já existem sistemas que detectam os obstáculos à frente: sejam pessoas, animais ou veículos, efetuando a frenagem do automóvel de forma automática, atento ao veículo que vem atrás, buscando reduzir as chances de colisão traseira. Tudo com o objetivo de auxiliar o motorista na hora de evitar acidentes.

Já os airbags – bolsas de ar que inflam em frações de segundo após impacto que o veículo foi submetido – fazem parte da segurança passiva, que ajudam a diminuir os riscos e a gravidade nos acidentes. Estes itens, que antes eram exclusivos aos motoristas e passageiros, agora também se estendem aos pedestres. O sistema, que chegou às ruas em 2012, funciona junto com sensores nos para-choques que detectam as pernas dos pedestres em um possível atropelamento: no impacto, o capô é elevado em 10 cm e a bolsa de ar infla, para proteger o pedestre acidentado da colisão contra o para-brisa.

Os sensores de obstáculo – ou sensores de estacionamento – estão cada vez mais presentes nos veículos e aparecem, também, como acessório vendido à parte. Uma espécie de apito grave é emitido em uma manobra, por exemplo. Quanto mais perto do obstáculo, maior a frequência deste apito. Câmeras de estacionamento também são itens que ganharam bastante mercado, tanto nos carros novos, quanto no setor de acessórios. Sensores que estão presentes cada vez em mais partes dos carros. Em alguns veículos de preço mais elevado existem sensores nos retrovisores. Quando um outro automóvel está em um ponto cego – quando não aparece nos espelhos retrovisores – uma luz na parte interna do veículo, na direção do espelho, se acende: isso indica que há um carro ao lado, fora do alcance da visão do motorista. Há, inclusive, sensores de fadiga: eles detectam o comportamento do motorista que é alertado – e orientado a parar – se demonstra sinais de cansaço.

Se as manobras para estacionar incomodam muitos motoristas, já existem sistemas que podem fazer o trabalho do motorista. Para utilizar o sistema de estacionamento automático, basta apertar um botão no painel e passar em frente à vaga lentamente. Os sensores presentes na lateral do veículo calcularão o tamanho da vaga. Em seguida, deve-se colocar o câmbio do veículo na marcha ré, e dosar a velocidade pisando no pedal do freio, já que o câmbio de alguns dos veículos que possuem este recurso será sempre na configuração automática. 

Conforto – Não é novidade que os motoristas brasileiros estão cada vez mais exigentes. Dirigir nas grandes cidades tornou-se uma tarefa cansativa. Alguns dos opcionais oferecidos para veículos podem ajudar esta tarefa a se tornar mais confortável. “A direção hidráulica e o ar-condicionado são os itens mais desejados e mais comuns de serem encontrados nos veículos populares. Existem outros como o sistema de som com bluetooth, que permite a comunicação por telefone sem oferecer riscos ao volante”, aponta Hélio Aveiro.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
imagem-logo
© Guerreiros do Asfalto DF - 2012 - Todos os direitos reservados.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo