Corrida Ação Pela Vida


Integrar é a palavra de ordem que move as engrenagens do Programa Ação Pela Vida, do Governo do Distrito Federal. Como um divisor de águas, a iniciativa promoveu mudanças radicas na forma de pensar e aplicar a segurança pública na capital da República.
A premissa de que segurança não é apenas problema de polícia, é traduzida em ações desencadeadas em parceria com outras pastas de governo como as secretarias de Saúde, Educação, 

Desenvolvimento e Transferência de Renda e Justiça e Cidadania. Para comemorar o sucesso do programa, que integra as quatro forças que formam os pilares da segurança pública do DF – Polícias Militar, Civil, Corpo de Bombeiros e Detran –  a Secretaria de Segurança tem o prazer de convidar toda a população a participar da I Corrida Ação Pela Vida, que ocorre em 28 de outubro.

A corrida será realizada na Estrada Parque Taguatinga -Guará (EPTG) a partir das 9h. A prova foi dividida em três categorias – infantil (2Km) e percursos de 5Km e 10Km, sem limite de idade. A corrida para o público infantil irá sortear 20 bicicletas enquanto os campeões das provas mais longas serão premiados com uma série de produtos, como televisões de LED de 42 polegadas. As inscrições podem ser feitas pela internet por meio do site www.corridaacaopelavida.com.br.

Além da corrida, as pessoas que foram até ao local da corrida poderão participar de uma série de serviços de utilidade pública como a confecção de carteiras de identidade. Os visitantes também poderão fazer exames de saúde gratuitos como a aferição de pressão arterial.    

O Programa Ação Pela Vida concentra esforços em oito eixos de enfrentamento :
Crimes Contra a Pessoa:
Implementar maior sinergia entre as forças para garantir a preservação de locais de crime assegurando a integridade das provas; aumentar o efetivo de peritos criminais e o policiamento ostensivo em áreas de alto índice desse tipo de crime.
Tráfico de Drogas:
Integrar investigação da Polícia Civil com a Polícia Federal; aumentar ostensividade em áreas de alto índice de tráfico; integrar ações com as áreas da saúde e assistência social.
Armas de Fogo:
Parceria entre as polícias Civil e Federal no rastreamento de armas apreendidas, identificação e prisão dos envolvido com comércio ilegal de armas, incrementar policiamento ostensivo em áreas mapeadas de tráfico de armas.
Crimes contra o Patrimônio:
Promover integração com a Polícia Federal; fortalecer ações de enfrentamento de roubo de veículos, majoritariamente ligados aos roubos com restrição de liberdade (RRL) ;mapear áreas de alta incidência desta natureza criminal e reforçar o policiamento nessas regiões.
Trânsito:
Incrementar análises estatísticas incluindo o registro de vítimas fatais, fortalecer operações já em curso, melhorar a eficácia e reduzir tempo de atendimento às ocorrências de trânsito.
Entorno (Reflexos):
Aprofundar a integração entre as forças de segurança dos Estados de Goiás e Minas Gerais para combater à criminalidade que afeta tanto o entorno quanto o Distrito Federal . Sensibilizar o Poder Executivo Federal para a urgência de se encaminhar o Termo de Cooperação Técnica para institucionalizar a cooperação entre DF, MG e GO.
Pacificação Social:
Mapear áreas de maior ocorrência de delitos como perturbação da ordem, cenas de uso de drogas, etc. Intensificar operações em locais emblemáticos de acordo como a “Operação Clarear” no Parque da Cidade  para combate de tráfico de drogas, prostituição e perturbação  da ordem.
Criminalidade Infanto-Juvenil:
Incentivar a transversalidade com todos os órgão de Governo ligados ao tema como as Secretarias da Criança (SeCriança) e de Desenvolvimento Social Transferência de Renda (Sedest), Vara da Infância e Juventude do Tribunal de Justiça do DF e Territórios e Ministério Público do DF e Territórios.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
imagem-logo
© Guerreiros do Asfalto DF - 2012 - Todos os direitos reservados.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo