Vendas de carros batem recorde em agosto, diz Fiat


Emplacamentos superam 400 mil unidades no melhor mês da história.
Números oficiais serão divulgados nesta terça-feira (4).


Do G1, em São Paulo
30 comentários
carros ipi (Foto: Reprodução/RPCTV)Agosto era o útimo mês de IPI baixo, mas governo
prorrogou a medida (Foto: Reprodução/RPCTV)
Confirmando a previsão feita pelo ministro da Fazenda, Guido Mantega, na semana passada, as vendas de carros tiveram o melhor mês da história em agosto, segundo comunicado da Fiat divulgado nesta segunda-feira (3). "O mercado brasileiro absorveu mais de 400 mil automóveis e comerciais leves em agosto, um recorde histórico para a indústria automotiva brasileira", diz a montadora.
Até então, o mês com maior números de carros vendidos era dezembro de 2010, com 361.197 automóveis e comerciais leves negociados. Segundo fontes do mercado, os emplacamentos em agosto passado somaram cerrca de 405 mil unidades, 15% a mais do que em julho. A média de vendas diária subiu de 15,9 mil em julho para 17,6 mil em agosto, ainda segundo as fontes. Os números oficiais serão divulgados nesta terça-feira (4) pela Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave).
Desde junho, devido à redução do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), os emplacamentos têm batido recordes mensais. As vendas em agosto também foram marcadas pela "correria" para aproveitar os "últimos dias" do IPI mais baixo, que valeria até o dia 31. Mas, dois dias antes, o governo prorrogou a medida até outubro próximo.
A Fiat afirmou que manteve a liderança na venda de carros com 98,2 mil unidades emplacadas no mês passado e 24,2% de participação nas vendas totais no mês. A montadora comunicou ainda que teve em agosto sua maior produção em 36 anos de atuação no Brasil, com cerca de 82 mil unidades. A diferença entre o número de vendidas e o de fabricação se deve à importação de veículos da Argentina e do México.

Prorrogação do desconto do IP
Na última quarta-feira (29), Mantega anunciou a prorrogação da redução do imposto para vários setores, entre eles a linha branca e os automóveis. A medida tenta incentivar o consumo e, com isso, aquecer a economia e elevar o crescimento do PIB em um momento em que o país sente os efeitos do agravamento da crise internacional.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
imagem-logo
© Guerreiros do Asfalto DF - 2012 - Todos os direitos reservados.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo