Homem é resgatado após passar 4 dias em ribanceira de 30 metros no DF

Sem comida, aposentado passou os dias bebendo a água de um córrego. 
Vítima disse que foi roubada e que os ladrões ainda o deixaram sem roupa.


A polícia encontrou nesta quinta-feira (28), em uma mata próxima a Sobradinho II, no Distrito Federal, um aposentado que estava desaparecido desde o último domingo (24). José Judesson Correia, de 61 anos, contou que foi assaltado e os bandidos o empurraram de uma ribanceira de quase 30 metros. Ferido e isolado, ele teve que esperar por quatro dias para ser resgatado, como mostrou o Bom Dia DF.
Imagens feitas por celular [veja vídeo] mostram o momento em que José Correia, sentado ao lado de um córrego, foi encontrado pela polícia e bombeiros. Sem comida, Correia passou os dias bebendo a água do córrego. Com os pés inchados e sem forças para levantar, ele foi colocado numa maca e carregado por oficiais e voluntários.
A família chegou a registrar ocorrência na polícia no início dessa semana. José Correia foi levado para o Hospital Regional de Sobradinho. Depois de fazer exames, o aposentado contou que foi assaltado por dois homens armados e que os bandidos levaram o carro. Mas, antes, o deixaram sem roupa, amarrado e o jogaram de uma ribanceira de aproximadamente 30 metros.
Na enfermaria do hospital, José Correia se lembrou dos momentos de angústia. “Eu só me lembro até o terceiro golpe. Rolei muito. Depois acho que desmaiei”, contou.
O terreno onde a vítima foi encontrada fica no Morro do Sansão, próximo a Sobradinho II. É uma região isolada, com poucas chácaras em volta. José Jusesson foi localizado por acaso por alguns chacareiros, quando seguiam para consertar uma bomba d´água localizada no córrego.
“O rapaz teve a idéia de caminhar um pouco mais porque não tinha consertado o vazamento, foi quando deu de cara com ele e falaram pra eu ligar pra polícia", disse o produtor rural Ilselin Soares.
Os familiares chegaram a pensar que o aposentado estivesse morto. “A gente chegou a pensar o pior, mas agora está tudo bem. E eu quero Justiça, não tenho rancor dos bandidos, mas quero Justiça”, enfatizou Ana Maria Santana Marques, irmã da vítima.
Com base no depoimento do aposentado, a 35ª Delegacia de Polícia iniciou a investigação, mas ainda não tem pistas dos dois assaltantes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
imagem-logo
© Guerreiros do Asfalto DF - 2012 - Todos os direitos reservados.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo