Bebê prematuro morre após parto ter sido adiado por falta de leitos em UTI

Mãe estava grávida de 6 meses e tinha decisão judicial que garantia leito.
Com problema de pressão, mãe esperou vaga em UTI por 5 dias internada.

do G1 DF

Foi enterrado neste domingo (24) no cemitério do Gama, no Distrito Federal, um bebê prematuro que morreu na Unidade de Terapia Intensiva Neonatal do Hospital Regional de Santa Maria. A mãe da recém-nascida chegou a esperar por cinco dias por uma vaga em UTI em alguma unidade de saúde do DF para a realização do parto, de acordo com informações do Bom Dia DF.

Vanderlene Alves de Carvalho estava com seis meses de gestação. Ela foi internada inicialmente no Hospital Regional do Gama no último dia 16 com pressão arterial fora de controle, segundo boletim médico.

Mesmo tendo conseguido decisão judicial que garantia vaga de UTI, o parto cesárea só ocorreu na última sexta-feira (22), quando a paciente foi transferida para a UTI do Hospital de Santa Maria. O bebê morreu no sábado (23) por insuficiência respiratória, segundo o pai da recém-nascida, Anderson Melo.
Vanderlene continua internada no Hospital de Santa Maria. De acordo com Anderson Melo, o estado de saúde da mulher é estável. "Ela está se recuperando bem da cirurgia", comentou.
O Secretaria de Saúde informou, por meio de nota (veja íntegra abaixo), que Vanderlene recebeu "todo o atendimento necessário antes, durante e no pós-parto". Sobre as causas da morte do bebê, a nota afirma que "a fragilidade do quadro clínico contribuiu para o fato (peso de 500g, resultado de uma gestação de menos de 27 semanas)".
Outros casos
Em maio, um bebê prematuro morreu no Hospital Regional da Asa Norte enquanto esperava por uma vaga na UTI neonatal.

Em 1º de junho dois bebês de cinco e oito meses morreram no Hospital Regional de Planaltina após receberem medicação no soro e terem parada cardíaca.
No dia 8, outro bebê morreu com pouco mais de um mês de vida, com má-formação no coração, depois de ter esperado quatro dias para ser submetido a cirurgia cardíaca.
Veja a nota completa da Secretaria de Saúde:
"A Secretaria de Saúde do DF informa que a paciente V.A.C. recebeu todo o atendimento necessário antes, durante e no pós-parto. E esclarece que o bebê, assim que nasceu, foi internado imediatamente em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) neonatal. Sobre as causas que levaram o recém-nascido a óbito, a SES explica que a fragilidade do quadro clínico contribuiu para o fato (peso de 500g, resultado de uma gestação de menos de 27 semanas)."

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
imagem-logo
© Guerreiros do Asfalto DF - 2012 - Todos os direitos reservados.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo