Transporte garantido na noite de Réveillon

GDF monta esquema especial para assegurar que moradores de todas as cidades do DF possam ir à Esplanada conferir shows e queima de fogos. Ao todo, 390 ônibus farão o transporte da população
 Brasília, 29 de dezembro de 2011 – O Governo do Distrito Federal preparou uma operação especial para garantir, neste sábado, o transporte da população até a Esplanada dos Ministérios, onde acontecerá a Festa de Réveillon. Os moradores do DF vão poder chegar e sair com tranquilidade da Esplanada e aproveitar os shows que serão realizados no local.  
“Faremos uma grande festa na Esplanada e queremos a participação de toda a população. Vamos garantir que o brasiliense e os turistas possam conferir as atrações e voltar para a casa com absoluta tranqüilidade”, afirmou o governador Agnelo Queiroz.
Devido à greve dos metroviários, o GDF precisou recorrer à Justiça para garantir o aumento da quantidade de trens do metrô e facilitar o acesso à Esplanada. Atualmente, só estão em operação seis trens. Número insuficiente para atender a demanda extra da noite de Réveillon com segurança: o tempo médio de espera chegaria a uma hora, o que poderia resultar em tumulto nas estações. Como a Justiça não autorizou, e para assegurar a integridade física dos usuários, o GDF optou por não operar o metrô em condições precárias.
Por determinação do governador Agnelo Queiroz, a ausência do metrô será compensada com a operação especial. O DFTrans está mais do que dobrando o número de ônibus que farão as linhas entre a Rodoviária do Plano Piloto e todas as cidades do DF na noite de 31 de dezembro e madrugada de 1º de janeiro. Em um sábado normal, 190 carros operam neste trajeto a partir das 19h. No próximo sábado, serão 200 ônibus extras, totalizando 390 coletivos.
Os carros ficarão à disposição para fazer viagens conforme o número de passageiros à espera de transporte e de acordo com o destino dos usuários. Os ônibus extras poderão realizar até 600 viagens durante o período da festa. Samambaia, Taguatinga, Guará e Ceilândia contarão com um número maior de coletivos para suprir a ausência do metrô.
“A operação especial de transporte vai ser realizada das 19h às 3h, horário que está programado para acabar o último show, que começa à 1h40”, afirma Marco Antônio Campanella, diretor do DFTrans. “Enquanto o evento estiver acontecendo haverá ônibus à disposição da população. A operação só termina quando assegurarmos a volta de todos para casa”, garantiu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
imagem-logo
© Guerreiros do Asfalto DF - 2012 - Todos os direitos reservados.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo