Aumento de IPI para carros importados começa a valer

Começa a valer nesta sexta-feira (16) o aumento de 30 pontos percentuais no Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para carros importados de fora de Argentina, Uruguai e México. A medida foi divulgada pelo governo federal no "Diário Oficial da União" de 16 de setembro e sua entrada em vigor foi adiada para esta sexta, pelo Supremo Tribunal Federal, que determinou que fosse respeitado o prazo de 90 dias para a validade.





G1 consultou 37 marcas que têm carros importados que devem ser alvo no novo IPI (veja tabela abaixo). A maioria respondeu que pretende manter os preços antigos até o fim do ano, quando deve haver reajuste. Segundo a Receita Federal, o imposto é cobrado quando os veículos entram no país -ou seja, os que já estão nas lojas foram importados com IPI antigo.



Objetivo é proteção
Ao anunciar a medida, em setembro, o governo disse que a intenção era proteger a indústria automobilística nacional. Em termos de volume, Argentina e México são os principais fornecedores de carros importados para o Brasil -montadoras instaladas no país como General Motors, Fiat, Ford, Nissan, Peugeot Citroën e Renault trazer de plantas argentinas e mexicanas alguns modelos vendidos aqui. Além de serem excluídos do aumento do IPI, esses carros também conseguem escapar da taxa de importação por terem acordo comercial com o Brasil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
imagem-logo
© Guerreiros do Asfalto DF - 2012 - Todos os direitos reservados.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo