“Kill him” (mate ele).


A “revelação” do rádio de Felipe Massa no vídeo oficial com os melhores momentos do GP de Cingapura causou uma enorme polêmica nos noticiários da Fórmula 1 neste início de semana. Na comunicação, Rob Smedley, engenheiro do brasileiro, pedia ao piloto para segurar Lewis Hamilton e “destruir” sua corrida. São termos normais usados neste tipo de conversa, mas ainda assim causou barulho e gerou uma nota de esclarecimento da Ferrari em seu site oficial.
E o vídeo acima sustenta esta tese. A corrida? GP da China de 2006, com Rubens Barrichello em sua primeira temporada na Honda. Jock Clear, engenheiro do brasileiro, pedia que ele se aproveitasse dos pneus frios do alemão Nick Heidfeld, da BMW Sauber. E usou a expressão “Kill him” (mate ele). Obviamente, não no sentido literal da mesma. Eis a transcrição da conversa pelo rádio da equipe japonesa:
- You made half a second on him, half a second in the first sector on Heidfeld. Now come on close him down and kill him before he gets up to temperature (“Você ganhou meio segundo sobre ele, meio segundo no primeiro setor sobre Heidfeld. Agora se aproxime dele e o mate antes que os pneus dele fiquem aquecidos.”).
Relembrando a corrida: Heidfeld largou em oitavo, mas optou por fazer um pit stop tardio quando estava em quarto, superando Rubens Barrichello (Honda), Jenson Button (Honda) e Pedro de la Rosa (McLaren) no processo. Entretanto, nas últimas voltas, ele saiu da pista ao tentar colocar uma volta em Christijan Albers (da Spyker), depois ficou preso atrás de Takuma Sato (Super Aguri) e permitiu a aproximação dos três adversários.
Na última volta, Button superou Barrichello e pegou Heidfeld preso atrás de Sato na penúltima curva. O inglês subiu para quarto e o alemão acabou atingido pelo brasileiro, que freou tarde demais no mesmo ponto. De la Rosa subiu para quinto, Barrichello ficou em sexto e um irritado Heidfeld, em sétimo. Assistam!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
imagem-logo
© Guerreiros do Asfalto DF - 2012 - Todos os direitos reservados.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo