Grande expectativa para Brasília, amanhã, no evento da FIFA, no qual serão anunciadas as cidades que receberão os jogos de abertura da Copa das Confederações (2013) e da Copa do Mundo (2014)

Grande expectativa para Brasília, amanhã, no evento da FIFA, no qual serão anunciadas as cidades que receberão os jogos de abertura da Copa das Confederações (2013) e da Copa do Mundo (2014). O governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz, desembarcou no fim da manhã de hoje, em Zurique, na Suíça. O governador fez questão de participar do evento porque está muito otimista de que Brasília ganhe destaque no calendário a ser anunciado. O anúncio será realizado às 17h40, desta quinta-feira (13h50 horário de Brasília).
Agnelo Queiroz dedicou parte do dia a conceder entrevistas para jornalistas que estão cobrindo o anúncio da Fifa. “Fiz questão de estar presente no evento para reforçar nossa garantia de que Brasília está pronta para dar o melhor para a Copa de 2014 e tem todas as condições de atender às exigências necessárias
para isso”, afirmou o governador do DF.
Perguntado sobre a possibilidade de sediar a abertura da Copa das Confederações, como vem antecipando à imprensa, o governador do DF disse que será uma honra poder participar da Copa da forma que a FIFA definir.
“Será muito importante para nossa capital estar entre as cidades que vão abrigar os grandes momentos do futebol internacional a partir de 2013, com a Copa das Confederações. Este evento marca a abertura da Copa do Mundo, é o evento teste. A partir daí, iniciamos realmente a contagem regressiva para o grande mundial”, acrescentou Agnelo Queiroz.
O governador reforçou mais uma vez a importância do legado que a Copa deixará para Brasília e que o evento e a obra do Estádio Nacional de Brasília serão indutores do desenvolvimento econômico e social da capital federal.
“Não considero o anúncio de amanhã o resultado de uma disputa entre as cidades. Considero como uma vitória para todo o nosso Brasil. Tenho duas missões com a Copa: potencializar melhorias que ficarão para a população da capital federal e colaborar com o país, porque a Copa é do Brasil”, disse o governador.
Também estarão presentes no evento, os deputados distritais, representando Brasília, Olair Francisco e Professor Israel Batista ― presidente e vice-presidente, respectivamente, da Comissão Especial da Copa do Mundo da Câmara Legislativa do DF.
Todas as obras que estão em andamento e serão iniciadas no DF para o mundial de futebol, estão sendo pensadas para receber não apenas os grandes eventos esportivos ― a Copa das Confederações, em 2013; Copa do Mundo, em 2014; Copa América, em 2015; e os jogos de futebol das Olimpíadas, em 2016 ―, mas, principalmente, no legado que deixarão para população.
O objetivo de todas as ações é o desenvolvimento econômico, social, urbano e regional, com foco na cidadania e na inclusão social. A melhoria do transporte urbano será um dos importantes legados. A implantação do VLP está em andamento e a licitação do VLT, por exemplo, está prevista para ser lançada ainda esta semana. O primeiro trecho, do Aeroporto JK à primeira estação de metrô da Asa Sul, ficará pronto para a Copa das Confederações.

Ministério do EsporteEm relação às supostas denúncias que estão sendo direcionadas contra o Ministério do Esporte, o governador Agnelo Queiroz afirmou estar tranqüilo em relação a seus atos administrativos no período em que esteve à frente da pasta.
“Já fazem seis anos desde que sai do cargo de ministro do Esporte. Posso garantir que todas as medidas legais foram adotadas na assinatura dos convênios. E, naqueles que apresentaram, ao longo de sua execução, algum problema, as providências cabíveis foram tomadas”, ressaltou o governador do DF.
Em relação à informação de que há inquérito no STJ envolvendo o nome de Agnelo Queiroz, apenas a existência de um inquérito por si só não atinge a conduta de Agnelo Queiroz quando foi ministro do Esporte e muito menos agora, na condição de governador do Distrito Federal
.
O inquérito não traz assunto novo. Ele foi originado de denúncias realizadas na campanha eleitoral de 2010, cujos autores foram processados e desacreditados por outros depoimentos. Além disso, o relatório final do Ministério Público Federal sobre o caso não incluiu o nome de Agnelo Queiroz entre os denunciados.
Questionados pelos jornalistas, o governador do DF relembrou que o caso foi uma tentativa mal sucedida

 para atender interesses eleitorais escusos. Fatos esses, à época, acompanhados pela própria imprensa
“Estou tranqüilo em relação a esse inquérito. O fato é que não há nada que pese contra a minha conduta”, afirmou Agnelo Queir

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
imagem-logo
© Guerreiros do Asfalto DF - 2012 - Todos os direitos reservados.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo